Eu desejo não parar tão cedo, pois toda idade tem prazer e medo.

31/12/2014 | | |



Antes de vir aqui escrever pensei em inúmeras coisas que pudessem fugir do senso comum, eu sei que hoje a blogosfera estará repleta de clichês sobre um 2014 maravilhoso e o desejo de um 2015 ainda melhor. Mas, creio que hoje isso seja inevitável; quando no calendário data 31 de dezembro, nosso coração se enche de muita esperança; é o ultimo dia do ano, mais coisas estarão nascendo, pessoas permanecerão, outras se afastarão. É a lei da vida. Criamos expectativas, nos decepcionamos, amamos, sofremos, mesmo que no mais subentendido da mente. No fundo, só queremos ser felizes, não importa como. Mesmo que em pequenos momentos.

Mais que crônicas, histórias de amor inabaláveis, corações ofegantes, estômagos cheios de borboletas... O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem; rompendo as sombras da própria loucura... Cuide de quem corre do seu lado e que te quer bem. É isso. Isso é a coisa mais pura.

Duas coisas eu aprendi nesse ano: você é o dono da sua história, cabe a você desenhar de lápis ou caneta. Só você. Ninguém mais. Mas, você pode construir isso ao lado de alguém, e por mais que pareça clichê, deixa a vida mais bonita. Mais leve. Duas pessoas, com suas qualidades, com seus defeitos, aprendem juntas como serem melhores.

É isso. Eu falei... Falei... E continuei na mesmice. Hahahaha Não tem como negar, eu jamais deixarei de acreditar no poder do amor em nossas vidas. E eu não posso deixar de desejar amor para vocês. Que esse sentimento transborde do coração e viaje por todo nosso corpo. Porque só o amor constrói pontes indestrutíveis.


“Jamais haverá ano novo se você persistir nos erros dos anos velhos”.



2 comentários:

© Template por Design 4Bloggers - Todos os direitos reservados. imagem-logo