Agora o que me resta é escrever nessa carta: preciso de você !

06/07/2012 | | |

Não acredito que novamente estou aqui, em prantos por ti. Sinto-me tão bem ao teu lado, porquê quando tu estas longe sempre existem motivos para meu corpo necessitar de ti e ao mesmo tempo querer-te longe de mim? Não percebes? Eu sou um lixo, daqueles que não podem ser reciclados. Sou um lixo do passado, aqueles que não tinha serventia e só destruíam o mundo aos poucos, lembras? É sempre assim. Esse amor idiota que invade, amadurece e depois apodrece. Meu peito pulsando o tempo todo por ti. As escritas viram jargões cheio de hipérboles, mas como não exagerar se isso aqui dentro parece um vácuo enorme e obscuro que me consome? Que nojo eu sinto de mim, de você, de nós. Como tudo pode terminar assim? Como esse vício, mania de ter-te comigo transformou-se nisto? Caramba! Que raiva de mim, de você, de nós! Que raiva desse amor medíocre que nasceu do nada, cresce do nada e vive do nada. Também tens raiva deste amor? Porque eu, sendo sincera, odeio ele. Odeio ter que acreditar e admitir que sem você não vivo e que nada faz sentido sem você. Odeio isso. Odeio te amar todos os dias mais e mais, sabia? No fundo, eu sei, isso não é desabafo, é apenas uma mentirinha do bem, já que tu estas sempre aqui, fuçando meus textos idiotas. Eu te amo seu bobão! Eu te amo, porque embora seja difícil te amar todos os dias mais e mais, eu te amo. E sabe do que mais? Eu amo esse amor, mesmo com tudo e todos. 

3 comentários:

  1. Olá! lembro de ti sim!! Fique à vontade pra visitar sempre meu cantinho :)

    Laura Ribeiro

    http://docetortura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. .


    Lembra do que eu falei so-
    bre Nova Friburgo no Bar
    do Escritor?
    Pois eu agradeci de público
    o comentário que você fez.

    Vái conferir, vai!

    http://bardoescritor.blogspot.com

    Um beijo.

    silvioafonso





    .

    ResponderExcluir

© Template por Design 4Bloggers - Todos os direitos reservados. imagem-logo